PERFIL PROFISSIONAL DE EGRESSOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO DO ESTADO DO PARÁ

Wiviane Maria Torres de Matos Freitas

Resumo


RESUMO

Objetivo: conhecer o perfil profissional dos egressos de uma instituição de ensino do Estado do Pará. Métodos: a pesquisa foi realizada nos meses de novembro/dezembro de 2019, através do questionário disponibilizado para preenchimento virtual na ferramenta Google Forms, que era composto por perguntas abertas e fechadas, tais como gênero, ano de conclusão do curso, área de ocupação na fisioterapia, nível de satisfação profissional, entre outras. Resultados: os egressos se inseriram no mercado rapidamente, 75% adentraram na atividade em menos de um ano; 45% dos pesquisados, além de exercer a fisioterapia, continuam se capacitando em cursos de formação e pós-graduação; foi identificado que a maioria (25%) dos egressos atua na área da Fisioterapia em Traumato-ortopedia e registrou-se satisfação profissional em 64% das respostas. Conclusões: os egressos de fisioterapia da instituição estudada, adquiriram competências suficientes para se destacar no mercado de trabalho, bem como percebem a educação continuada como uma necessidade para permanência na atividade profissional, e apesar dos relatos de que a profissão ainda pode ser mais valorizada pela categoria, pela sociedade e no retorno financeiro, a satisfação com a profissão fomenta novos caminhos para a fisioterapia.

 

ABSTRACT

Objective: to know the professional profile of graduates from an educational institution in the State of Pará. Methods: the survey was conducted in the months of November/December 2019, through the questionnaire made available for virtual filling in the Google Forms, which was composed of open and closed questions, such as gender, year of completion of the course, occupation area in physiotherapy, job satisfaction, among others. Results: graduates entered in the labor market quickly, 75% entered in less than a one year, 45% of those surveyed in addition to exercising physiotherapy continued to study in specialization and post-graduation courses, it was identified that the majority (25%) of the graduates works in the area of Physiotherapy in Traumatology-orthopedics and professional satisfaction was registered in 64% of the answers. Conclusion: physiotherapy graduates of the institution have acquired sufficient skills to excel in the labor market, as well as perceiving continuing education as a necessity to remain in the professional activity, and despite reports that the profession can still be valued more by the category, by the society, and in the financial return, satisfaction with the profession fosters new paths for physiotherapy.

 

Figshare DOI: 10.6084/m9.figshare.12838037


Palavras-chave


Perfil profissional. Fisioterapia. Mercado de trabalho.

Texto completo:

PDF

Referências


Calvalcante C de CL, Rodrigues AR de S, Dadalto TV, Silva EB da. Evolução científica da fisioterapia em 40 anos de profissão. Fisioter em Mov. 2011;24(3):513-522. doi:10.1590/s0103-51502011000300016

Educação BM da. DCN Fisioterapia. Diário Of da União. 2002;1:11.

Simon E, Jezine E, Vasconcelos EM, Ribeiro KSQS. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem e educação popular: Encontros e desencontros no contexto da formação dos profissionais de saúde. Interface Commun Heal Educ. 2014;18:1355-1364. doi:10.1590/1807-57622013.0477

Agra G, Formiga NS, Oliveira PS, Costa MML, Fernandes MGM, Nòbrega MML. Análise do conceito de Aprendizagem Significativa à luz da Teoria de Ausubel. Rev Bras Enferm. 2019;72(1):258-265. doi:10.1590/0034-7167-2017-0691

Zabala A, Arnau L. Como Aprender e Ensinar Competências. 1st ed. Artmed; 2010.

Silva DCP da, Grazziano CR, Carrascosa AC. Satisfação profissional e perfil de egressos em fisioterapia. ConScientiae Saúde. 2018;17(1):65-71. doi:10.5585/conssaude.v17n1.7694

Matsumura ES de S, Sousa Júnior AS, Guedes JA, Teixeira RC, Kietzer KS, Castro LS de F. Distribuição territorial dos profissionais fisioterapeutas no Brasil. Fisioter e Pesqui. 2018;25(3):309-314. doi:10.1590/1809-2950/17027025032018

Silva AM, Soares JAFA, Luz SOS, Barbosa IMS SM. O perfil profissional dos egressos de fisioterapia de uma faculdade privada de Teresina-PI. J Heal Sci Inst. 2017;35(4):281-284.

Thomas DR, Soares MF, Braun DS. Perfil Dos Egressos Do Curso De Fisioterapia Do Instituto Cenecista De Ensino Superior De Profile of Egressed Cenecista Physical Therapy Institute of Higher Education of. Rev Saúde Integr. 2013;6(11-12):17.

Câmara AMCS, Santos LL de CP. Um estudo com egressos do curso de fisioterapia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG): 1982-2005. Rev Bras Educ Med. 2012;36(1 suppl 1):5-17. doi:10.1590/s0100-55022012000200002

dos Santos WV, Rosa IA dos S, Santos G de S, Rezende J, Pernambuco AP, Chavez CMCM. Estudo Do Perfil E Da Satisfação Profissional Do Egresso De Fisioterapia De Uma Instituição Privada De Ensino Superior De 2003 a 2014. Rev Interdiscip Ciências Médicas. 2017;1(2):16-25.

de Souza TS, Saldanha JHS, de Mello IM. As relações de trabalho dos fisioterapeutas na cidade de Salvador, Bahia. Saude e Soc. 2014;23(4):1301-1315. doi:10.1590/S0104-12902014000400015

Shiwa SR, Schmitt ACB, João SMA. O fisioterapeuta do estado de São Paulo. Fisioter e Pesqui. 2016;23(3):301-310. doi:10.1590/1809-2950/16115523032016


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

 

Revista Brasileira de Pesquisa em Ciências da Saúde - RBPeCS - ISSN: 2446-5577


Indexadores: