USO DE PLANTAS MEDICINAIS POR IDOSOS DE UMA INSTITUIÇÃO FILANTRÓPICA

Sandna Larissa Freitas dos Santos, Hérick Hebert da Silva Alves, Karla Bruna Nogueira Torres Barros, Cinara Vidal Pessoa

Resumo


Objetivo: averiguar a utilização de plantas medicinais entre os idosos da casa de apoio Remanso da Paz, Quixadá-CE. Métodos: Tratou-se de um estudo do tipo observacional, analítico, transversal, consistindo em uma abordagem quantitativa, realizado numa casa de acolhida de idosos Remanso da Paz, Quixadá-CE no mês de outubro de 2016. Foi elaborado um questionário e aplicado aos idosos presente na instituição. Resultados: O uso de plantas medicinais foi afirmado por (62%), sendo que (15%) já sentiram algum efeito indesejado ou mal-estar e (46%) tinha conhecimento que as plantas medicinais podem causar danos à saúde quando usados de forma errada. A erva cidreira foi a planta medicinal mais utilizada (100%) com maior consumo na forma de chá e (85%) usavam as folhas para o preparo. Conclusão: Ressalta a importância do profissional de saúde em acompanhar o uso terapêutico das plantas, afim de garantir a qualidade terapêutica.

 

Objective: to verify the use of medicinal plants among the elderly in the support house Remanso da Paz, Quixadá-CE. Methods: This was a cross-sectional, observational, cross-sectional study consisting of a quantitative approach, carried out at a Remanso da Paz, Quixadá-CE, home for the elderly in October 2016. A questionnaire was present at the institution. Results: The use of medicinal plants was affirmed by (62%), with (15%) already feeling some undesirable effect or malaise and (46%) was aware that medicinal plants can cause health damage when used in a way wrong The lemon balm was the most used medicinal plant (100%) with higher consumption in the form of tea and (85%) used the leaves for the preparation. Conclusion: It emphasizes the importance of the health professional in accompanying the therapeutic use of the plants, in order to guarantee the therapeutic quality.

 

figshare DOI: 10.6084/m9.figshare.8120819


Palavras-chave


Saúde do Idoso. Plantas Medicinais. Medicina alternativa.

Texto completo:

PDF

Referências


Firmo WCA. et al. Contexto Histórico, Uso Popular e Concepção Científica sobre Plantas Medicinais. Cad. Pesq, São Luís, 18- 2011.

Roque AA, Rocha RM, Loiola MIB. Uso e diversidade de plantas medicinais da Caatinga na comunidade rural de Laginhas, município de Caicó, Rio Grande do Norte (nordeste do Brasil). Rev. Bras. Pl. Med., Botucatu, 2010; 12(1); 31-42.

Motta ADO, Cristina D, Regina C. Levantamento do uso de plantas medicinais em um centro de educação infantil em Goiânia – Go. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, 2016;14(1); 629-646.

Feijó AM. et al. Plantas medicinais utilizadas por idosos com diagnóstico de diabetes mellitus no tratamento dos sintomas da doença. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, 2012;14(1); 50–56.

Azevedo VM, Kruel VSF. Plantas medicinais e ritualísticas vendidas em feiras livres no Município do Rio de Janeiro, RJ, Brasil: estudo de caso nas zonas Norte e Sul - Acta bot. bras. 2007; 21(2): 263-275.

Souza CD, Felfili JM. Uso de plantas medicinais na região de Alto Paraíso de Goiás, GO, Brasil. Acta bot. bras. 2006; 20(1): 135-142.

Brasil. Conselho Nacional de Saúde, Resolução nº466 de 12 de dezembro de 2012.

Silva AB, Araújo CRF, Mariz SR. O uso de plantas medicinais por idosos usuários de uma Unidade Básica de Saúde da Família. Revista de enfermagem, 2015; 9(1); 7636-43.

Viganó J, Viganó JA, Cruz-Silva CTA. Utilização de plantas medicinais pela população da região urbana de Três Barras do Paraná. Acta Scientiarum - Health Sciences, 2007; 29(1); 51–58.

Veiga Junior VFR. Estudo do consumo de plantas medicinais na Região Centro-Norte do Estado do Rio de Janeiro: aceitação pelos profissionais de saúde e modo de uso pela população. Revista Brasileira de Farmacognosia. Abr./Jun, 2008; 18(2); 308-313.

Pereira ARA, Velho APM, Szerwieski LLD, Cortez LER. Uso tradicional de plantas medicinais por idosos, 2016; 17(3) 22-26.

Ângelo T, Ribeiro CC. Utilização de plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos por idosos. C&D-Revista Eletrônica da Fainor, Vitória da Conquista, jan./jun. 2014; 7(1); 18-31.

Oliveira CJ, Araújo TL. Plantas medicinais: usos e crenças de idosos portadores de hipertensão arterial. Revista Eletrônica de Enfermagem. Jan-Abr. 2007; 9(1); 93-105.

Fernandes NK, Krupek RA. O uso de plantas medicinais por grupos da terceira idade no município de União da Vitória (PR). Arquivos do MUDI, 2015; 18(3); 49-64.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Revista Brasileira de Pesquisa em Ciências da Saúde - RBPeCS - ISSN: 2446-5577


Indexadores: