PESQUISA DE Staphylococcus aureus RESISTENTE A METICILINA (MRSA) EM ELEVADORES DE UM HOSPITAL DA REDE PRIVADE DE BRASÍLIA - DF

Aryson Wesley dos Santos Rodrigues, Beatriz Camargo, Elane Priscila Maciel

Resumo


Resumo

Introdução: O Staphylococcus aureus é uma das principais bactérias patogênicas ao ser humano, capaz de sobreviver nos mais diversos tipos de superfície, característica que juntamente com a sua habilidade de resistência a antimicrobianos o torna um microrganismo extremamente perigoso. Para pacientes internados e debilitados, a infecção causada pelo Staphylococcus aureus pode ser fatal. Objetivo: Verificar a incidência e a prevalência do S. aureus em botões de elevadores de um hospital da rede privada de Brasília/DF, testando sua resistência ao antimicrobiano Meticilina. Metodologia: Foram coletadas superficialmente amostras dos botões dos elevadores através de swabs com meio de transporte Stuart, posteriormente inoculados em meio Ágar Sangue. A identificação ocorreu por meio de análise das características morfotintoriais e aplicação de testes bioquímicos padrão. Para o teste de suscetibilidade ao antibiótico, adotou-se o método de disco-difusão em placa. Resultado: foram coletadas 15 amostras distintas dos botões nos elevadores, com todas as placas (100%) apresentando crescimento bacteriológico. Um total de 7 placas (46,6%) evidenciaram a presença de S. aureus nos elevadores, das quais 2 destas placas (13,3%) mostraram espécimes de S. aureus resistentes à Meticilina. Conclusão: Foi constatada nos botões dos elevadores do hospital a incidência de Staphylococcus aureus (46,6%) e MRSA (13,3%). A prevalência das cepas resistentes nos botões mostrou-se ausente.

Palavras-Chave: Staphylococcus aureus; MRSA; Meticilina; Resistente; Elevadores.

 

Abstract

Introduction: Staphylococcus aureus is one of the main pathogenic bacteria in humans, able to survive on the most diverse types of surface, a characteristic that together with its antimicrobial resistance ability makes it an extremely dangerous microorganism. For hospitalized and debilitated patients, infection caused by Staphylococcus aureus can be fatal. Objective: To verify the incidence and prevalence of S. aureus in elevator buttons of a private hospital in Brasília/DF, testing their resistance to the antimicrobial Methicillin. Methodology: Samples of the elevator buttons were collected superficially through swabs with Stuart transport medium, later inoculated in Blood Agar medium. Identification occurred through analysis of the morphology and coloring characteristics and application of standard biochemical tests. For the antibiotic susceptibility test, the disk-diffusion method was used. Results: 15 different samples of the buds were collected in the elevators, with all plaques (100%) showing bacteriological growth. A total of 7 plaques (46.6%) evidenced the presence of S. aureus in the elevators, of which 2 of these plaques (13.3%) showed specimens of Methicillin resistant S. aureus. Conclusion: The incidence of Staphylococcus aureus (46.6%) and MRSA (13.3%) was found on the buttons of the hospital elevators. The prevalence of resistant strains on buds was absent.

Keywords: Staphylococcus aureus; MRSA; Methicillin; Resistant; Elevators.

 

Figshare DOI: 10.6084/m9.figshare.11196857


Palavras-chave


Staphylococcus aureus; MRSA; Meticilina; Resistente; Elevadores.

Texto completo:

PDF

Referências


Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais - CREA-MG. Cartillha do Elevador. Belo Horizonte; 2013. Disponível em: http://www.lifeelevadores.com.br/images/cartilha-do-elevador.pdf.

Kandel CE, Simor AE, Redelmeier DA. Elevator buttons as unrecognized sources of bacterial colonization in hospitals. Open Medicine. 2014;8(3):e81-e86. PubMed PMID: 25426176.

Kramer A, Schwebke I, Kampf G. How long do nosocomial pathogens persist on inanimate surfaces? A systematic review. BMC Infectious Diseases. 2006;6:130. doi:10.1186/1471-2334-6-130. PubMed PMID: 16914034.

Braga ACPV, Brandão AP, Carvalhaes CHVFG, et al. Guia do Estudante: Boas Práticas em Microbiologia Clínica. Anvisa [Internet]; 2008. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/controle/rede_rm/cursos/boas_praticas/modulo4/intr_sta.htm.

Centers for Disease Control and Prevention [Internet]. Staphylococcus aureus in Healthcare Settings [acesso em 28 mai. 2018]. Disponível em: https://www.cdc.gov/hai/organisms/staph.html.

Centers for Disease Control and Prevention [internet]. Methicillin-resistant Staphylococcus aureus (MRSA) [acesso em 28 mai. 2018]. Disponível em: https://www.cdc.gov/mrsa/index.html.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária [internet]. Antimicrobianos: Bases teóricas e uso clínico [acesso em 30 de jun. de 2018]. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/controle/rede_rm/cursos/rm_controle/opas_web/modulo1/lactamicos.htm.

Tavares W. Bactérias gram-positivas problemas: resistência do estafilococo, do enterococo e do pneumococo aos antimicrobianos. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. [Internet]. 2000 June [cited 2018 July 30] ; 33( 3 ): 281-301. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0037-86822000000300008&lng=en.

Gelatti LC, Bonamigo RR, Becker AP, d’Azevedo PA. Staphylococcus aureus resistentes à meticilina: disseminação emergente na comunidade. An. Bras. Dermatol. [Internet]. 2009 Oct [cited 2018 July 30] ; 84( 5 ): 501-506. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962009000500009&lng=en.

Smith ME, Hanson ND, Herrera VL, Black JA, Lockhart TJ, Hossain A, et al. Plasmid-mediated, carbapenem-hydrolysing beta-lactamase, KPC-2, in Klebsiella pneumoniae isolates. J Antimicrob Chemother. 2003;51(3):711-4. http:// dx.doi.org/10.1093/jac/dkg124.PMid:12615876.

Lima MFP, et al. Staphylococcus aureus e as infecções hospitalares: Revisão de literatura. Revista UNINGÁ Review, Minas Gerais, v. 21, n. 1, p. 32- 39, 2015.

Leite GB. Análise de portadores assintomáticos de Staphylococcus aureus no Hospital Universitário de Brasília. 2008. [Dissertação]. Mestrado em Patologia Molecular, Universidade de Brasília; 2008.

Santos AL, Santos DO, Freitas CC, et al. Staphylococcus aureus: visitando uma cepa de importância hospitalar. J. Bras. Patol. Med. Lab. [Internet]. 2007 Dec [cited 2018 July 30] ; 43( 6 ): 413-423. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1676-24442007000600005&lng=en.

Ferreira AM, Andrade D, Rigotti MA, Almeida MTG. Staphylococcus aureus resistente à meticilina em superfícies de uma Unidade de Terapia Intensiva. Acta Paul Enferm 2011;24(4):453-8.

Lakhundi S, Zhang K. Methicillin-Resistant Staphylococcus aureus: Molecular Characterization, Evolution, and Epidemiology. Clin Microbiol Rev. 2018;31(4):e00020-18. Published 2018 Sep 12. doi:10.1128/CMR.00020-18

Agência Nacional de Vigilância Sanitária [internet]. Boletim Segurança do Paciente e Qualidade em Serviços de Saúde nº 17: Avaliação dos indicadores nacionais das infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) e resistência microbiana do ano de 2017 [acesso em 07 de jun. de 2019].

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Microbiologia Clínica para o Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde. Módulo 6: Detecção e identificação de bactérias de importância médica. Brasília: ANVISA; 2013.

Clinical and Laboratory Standards Institute (CLSI). Performance Standards for Antimicrobial Susceptibility Testing. 22th Informational Supplement. 2012. M100-S22;32(3).

Devine J, Cooke RPD, Wright EP. Is methicillin-resistant Staphylococcus aureus (MRSA) contamination of ward-based computer terminals a surrogate marker for nosocomial MRSA transmission and handwashing compliance? J Hosp Infect. 2001;48(1):72–75.

Nogueira PSF, Moura ERF, Costa MMF, Monteiro WMS, Brondi L. Perfil da infecção hospitalar em um hospital universitário. Revista Enfermagem UERJ. 2009; 17(1):96-101.

Bullé JD, Potter C, Arnhold GHO, et al. Prevalência de Staphylococcus aureus meticilina resistentes em profissionais de saúde. Revista de Enfermagem da UFSM. 2016; 6(2): 198 - 205

Bresolin BMZ, Dall'Stella JK, Fontoura-da-Silva SE. Pesquisa Sobre a Bactéria Staphylococcus aureus na Mucosa Nasal e Mãos de Manipuladores de Alimentos em Curitiba/Paraná/Brasil. Estudos de Biologia [Online], v. 27, n. 59, nov. 2005.

Atique TSC, et al. Sensibilidade à meticilina/oxacilina de Staphylococcus aureus isolados da mucosa nasal de alunos do Centro Universitário de Rio Preto. Rev. Bras. Farm. 93(3): 347-352, 2012

Min KB, Min JY. Nasal colonization with methicillin-resistant Staphylococcus aureus associated with elevated homocysteine levels in the general US adults. Medicine (Baltimore). 2019;98(18):e15499. doi:10.1097/MD.0000000015499

Oliveira DB, Bombana CC, Rodrigues GAG, Gonçalves JG, Parussolo L. Caracterização de Staphylococcus aureus isolados da barra de mão de carrinhos e alças de cestas de supermercados. Rev. ciênc. farm. básica apl., 2015; 36(3):407-412.

Santos AAM, et al. Importância do álcool no controle de infecções em serviços de saúde. Rev. adm. saúde; 4(16): 7-14, jul.-set. 2002.

Gajdács M. The Continuing Threat of Methicillin-Resistant Staphylococcus aureus. Antibiotics (Basel). 2019;8(2):52. Published 2019 May 2. doi:10.3390/antibiotics8020052


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Revista Brasileira de Pesquisa em Ciências da Saúde - RBPeCS - ISSN: 2446-5577


Indexadores: