VANTAGENS AMBIENTAIS DO SISTEMA CONSTRUTIVO LIGHT STEEL FRAMING NO SEGMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL

Marcio Martins GUIMARÃES, Viviane da Silva COSTA, José Roberto Moreira Ribeiro GONÇALVES

Resumo


Por meio do crescimento mercadológico da construção civil, as organizações desse segmento tiveram diversos desafios em relação a gastos excessivos e desperdicio de material devido ao uso inapropriado de materiais, além de baixo nível de produção, aumento sobre custos na obra e a falta de economia de recusrsos ambientais para atender as necessidades e demandas dos projetos relacionados à engenharia civil. Tal situação motivou as organizações da construção civil a refletir sobre aspectos de inovação e modernização quanto aos mecanismos de produtividade e industrialização, nesse contexto o LSF como um meio de tornar o seu negócio mais competitivo no mercado, uma dessas principais características são a economia de recursos ambientais. Considerando tais fatos, e sabendo-se que há diversas vantagens mercadológicas, econômicas e sociais no processo de modernização na área de construção civil, o presente estudo realizou uma análise sobre o mercado da construção civil, com foco nos aspectos ambiental em procedimentos que podem ser utilizados nesse setor para alcançar menor desgaste. Com base neste contexto, a presente pesquisa destacou o seguinte questionamento: quais as principais vantagens do sistema construtivo LSF – Light Steel Framing no segmento ambiental da construção da civil? Quanto ao objetivo geral desse estudo, foram analisadas as principais características referentes ao LSF para as obras construtivas no Brasil. Sobre os objetivos específicos, estão incluídos: caracterização de aspectos conceituais referente ao sistema construtivo LSF; descrição de questões técnicas associados ao sistema construtivo LSF; análise sobre as vantagens ambientais oferecidas pelo sistema construtivo LSF no mercado brasileiro da construção civil.

Texto completo:

PDF

Referências


AQUINO, Ligia M.; BARROS, Mércia M. S. B. Light Steel Framing aplicado à construção de habitação de interesse social: interação entre vedos verticais e estrutura. XIII ENTAC - Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído. 6 a 8 de outubro de 2010 - Canela RS. Canela: ENTAC, 2010.

BERNARDES, M.; NILSSON, S. G.; MARTINS, M. S.; ROMANINI, A. Comparativo econômico da aplicação do sistema Light Steel Framing em habitação de interesse social. v. 1, n. 1, pp. 31-40, jan./jun. 2012. Revista de Arquitetura da IMED, 2012.

ALVES, Matheus da Silva. Análise orçamentária comparativa entre edificação com vedação vertical em estrutura Light Steel Framing versus alvenaria de bloco cerâmico. Projeto final de graduação. Instituto de Ensino Superior Planalto, 2014.

BRASIL. MINISTÉRIO DAS CIDADES. Diretrizes SINAT 003, revisão 2 - Avaliação Técnica de Produtos Sistemas construtivos estruturados em perfis leves de aço zincado conformados a frio, com fechamentos em chapas delgadas Sistemas leves tipo Light Steel Framing. Brasília, 2016.

CARMINATTI, R. J.; ORTIZ, F. A. H.; PALIARI, J. C. Produção em larga escala de habitações: uma visão qualitativa a partir do sistema light steel framing. 2º CIHEL – Congresso Internacional da Habitação no Espaço Lusófono. Lisboa: CIHEL, 2013.

COELHO, André Santos Ribeiro. Light Steel Frame – Recomendações de Projeto, Processo Construtivo e Detalhes Orçamentários. 2014. 86f. Monografia (Graduação em Engenharia Civil). FATESC – Faculdade de Tecnologia e Ciências Sociais Aplicadas. UNICEUB - Centro Universitário de Brasília. Brasília: UNICEUB, 2014.

CONAMA - CONSELHO NACIONAL DE MEIO AMBIENTE, Resolução Nº 307, de 5 de julho de 202, Brasília, 2002.

CRASTO, R. C. M. de. Arquitetura e tecnologia em sistemas construtivos industrializados: light steel framing. 2005. 231f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil). UFOP – Universidade Federal de Ouro Preto. Ouro Preto: UFOP, 2005.

DOGONSKI, Betina Lopes. Estudo da Viabilidade Técnica e Econômica do Método Construtivo Light Steel Frame em Habitações Sociais. 2016. 63f. Monografia (Graduação em Engenharia Civil). UNIJUÍ – Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. Santa Rosa: UNIJUÍ, 2016.

FARIA, Renato. Projetos: Industrialização econômica. 136. ed., jul. 2008. Revista Téchne, 2008. Disponível em: . Acesso em: 6 nov. 2018.

FREITAS, A. M. S.; CRASTO, C. M. Steel Framing: arquitetura. Série Manual da Construção Civil. 121 p. Rio de Janeiro: IBS/CBCA, 2006.

GORGOLEWSKI, M. Developing a simplified method of calculating U-values in light steel framing. Building and Enviroment. Volume 42, ISSUE 1. P 230-236, 2006.

HASS, D. C. G.; MARTINS, L. F. Viabilidade econômica do uso do sistema construtivo steel frame como método construtivo para habitações sociais. Monografia (Graduação). UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Curitiba: UTFPR, 2011.

Höök, M.; STEHN, L.; Applicability of lean principles and practices in industrialized housing production, Revista Construction Management and Economics, Vol. 26, Suécia, 2008.

KOSINKI, Eleandro, CAMARGO, Lucas de, CARPRARO, Ana Paula Brandão. Análise orçamentária comparativa entre dois métodos construtivos: Light Steel Frame e Alvenaria Convencional com estrutura em concreto armado. Ano 2016. Artigo. Revista Eletrônica Multidisciplinar – FACEAR, 2016. Disponível em:

http://revista.facear.edu.br/artigo/$/analise-orcamentaria-comparativa-entre-dois-metodos-construtivos-light-steel-frame-e-alvenaria-convencional-com-estrutura-em-concreto-armado

LEONÍDIO, D. M. Análise da viabilidade econômica do sistema Light Steel Frame na execução de coberturas de habitações de interesse social. 2013. 52 f. Monografia (Graduação em Engenharia Civil). Departamento de Engenharia Civil. UNIEVANGÉLICA – Centro Universitário. Anápolis: UNIEVANGÉLICA, 2013.

MOURA, Artur; SÁ, Maria das Vitórias V. A. de. Influência da racionalização e industrialização na construção sustentável. Ano 1, n. 1, nov. 2012 / fev. 2014. Revista Tecnologia & Informação, 2014. Disponível em: . Acesso em: 6 nov. 2018.

REGO, D. J. M. Estruturas de Edifícios em Light Steel Framing. 2011. 176 f. Dissertação (Mestrado). Instituto Superior Técnico. UTL – Universidade Técnica de Lisboa. Lisboa: UTL, 2012.

RODRIGUES, M. N.; OLIVEIRA, M. S. Light Steel Framing como alternativa parra construção de moradias populares. CONSTRUMETAL – Congresso Latino-americano da Construção Metálica. São Paulo: CONSTRUMETAL, 2010.

OLIVEIRA, L. A.; WAELKENS, A. C.; MITIDIERI, C. V. F. Sistemas construtivos tipo light steel frame para unidades habitacionais: aspectos relativos à durabilidade. v. 4, n. 176, pp. 124-129, nov. 2012. São Paulo: Revista Téchne, 2012.

OLIVIERI, H.; BARBOSA, I. C. A.; ROCHA, A. C. ; GRANJA, A. D.; FONTANINI, P. S. P.; A utilização de novos sistemas construtivos para a redução no uso de insumos nos canteiros de obras: Light Steel Framing. Revista Ambiente Construindo. Vol. 17, Porto Alegre, 2017.

REGO, D. J. M. Estruturas de Edifícios em Light Steel Framing. 2011. 176 f. Dissertação (Mestrado). Instituto Superior Técnico. UTL – Universidade Técnica de Lisboa. Lisboa: UTL, 2012.

SANTIAGO, A. K.; FREITAS, A. M. S.; CRASTO, C. M. Steel Framing: arquitetura. Série Manual da Construção Civil. 152 p. Rio de Janeiro: IBS/CBCA, 2012.

SOUZA, Eduardo Luciano de. Construção Civil e Tecnologia: Estudo do Sistema Construtivo Light Steel Framing. 2014. 137f. Monografia (Pós-Graduação em Construção Civil). Escola de Engenharia. Departamento de Engenharia de Materiais e Construção. UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte: UFMG, 2014.

TERNI, A. W.; SANTIAGO, A. K.; PIANHERI, J. Como construir, Steel Frame: fundações. v. 3, n. 135, pp. 54–58, jun. 2008. São Paulo: Revista Téchne, 2008.

VIVAN, A. L.; PALIARI, J. C. ; NOVAES, C. C. . Vantagens Produtiva do sistema Light steel framing: da construção enxuta à racionalização construtiva. In: ENTAC – Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, 2010. Canela – RS. ANTAC – Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, 2010.

VIVAN, A. L. Projetos para produção de residências unifamiliares em light steel framing. 209 f. Dissertação (Mestrado em Construção Civil). UFSCAR – Universidade Federal de São Carlos. São Carlos: UFSCAR, 2011.

YAMASHIRO, W. L. Execução de habitações populares com sistema construtivo light steel frame. Monografia (Graduação). 54 p. São Paulo, 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.